maio 17, 2024 17:52

Tudo o que você precisa saber sobre ambientes híbridos em TI

ambientes híbridos

Em um mundo em que tudo se transforma rapidamente, agilidade e flexibilidade são fundamentais nas operações das companhias. Por essa razão, a cada dia mais empresas adotam os ambientes híbridos em TI.

Neste conteúdo, nós tiramos possíveis dúvidas que você tenha sobre o tema e falamos sobre o Microsoft Azure, ferramenta que otimiza a gestão de ambientes híbridos. Boa leitura!  

Como funcionam os ambientes de nuvem híbrida

Os ambientes híbridos são uma estrutura de TI em que parte dos serviços e requerimentos da empresa se encontram na nuvem, enquanto outra, em uma infraestrutura local. Essa alternativa tem conquistado adeptos porque, apesar do sistema em nuvem estar muito avançado e ser capaz de suportar toda uma empresa, de acordo com o tipo de serviço ou aplicação e sua prioridade, é útil também contar com uma infraestrutura local. 

A infraestrutura de TI local, ou On-premise, contribui para a segurança, organização e armazenamento de todos os dados e acessos dos colaboradores da empresa. Já a infraestrutura de TI em nuvem proporciona mais escalabilidade e elasticidade à estrutura, sendo possível aumentar, reduzir ou remanejar os serviços contratados de forma simples, pois a nuvem acompanha o crescimento e a evolução do negócio.

Quais as principais diferenças entre On-premise, nuvem, multinuvem e SaaS

Vejamos agora quais as principais diferenças entre os servidores On-premise, nuvem, multinuvem e SaaS: 

Servidor On-premise

Um servidor on-premise é aquele em que a própria empresa tem a responsabilidade de processar suas aplicações de hardware e software. Ou seja, toda a infraestrutura, customização, configuração e atualização é feita internamente.

Servidor em nuvem

Nessa modalidade, o servidor e todos os seus recursos não estão dentro da empresa. Todos os dados são hospedados em um data center externo. Assim, quando você contrata esse tipo de servidor, paga pelo consumo de recursos, como disco e memória, como se fosse um aluguel.

Multinuvem

Se refere ao uso de múltiplos serviços em nuvem, em vez de depender de um único provedor de serviços em nuvem. Um ambiente multi nuvem geralmente usa dois ou mais serviços de nuvem pública (fornecidos por provedores terceirizados), mas também podem incluir uma nuvem privada da própria empresa. 

SaaS (Software as a Service)

Neste modelo o software está hospedado em um servidor e suas licenças são distribuídas entre vários clientes que acessam suas contas individuais para utilização de um produto. Em outras palavras, o software é vendido como um serviço que inclui a infraestrutura e licenças, pagando apenas pela sua utilização.

Quais os principais desafios na gestão de ambientes híbridos

A adoção de ambientes híbridos de TI pelas empresas trazem grandes mudanças e também grandes desafios. 

Por exemplo,  apesar da grande oferta de soluções de nuvem, ainda existem sistemas que, seja pela  complexidade, obsolescência, escala de trabalho, necessidade de interface com equipamentos ou usuários nas redes locais, obrigações regulatórias ou sensibilidade dos dados, deverão permanecer por médio ou longo prazo ainda funcionando nos data centers locais.

Outro desafio é garantir que todos os players envolvidos (clientes internos, externos, parceiros etc.) tenham uma performance satisfatória para consumir ou integrar estes sistemas. 

Como o Microsoft Azure otimiza a gestão de ambientes híbridos 

Com a solução de migração e integração do Azure é possível  implementar e automatizar controles para o gerenciamento de compliance e governança de dados, proporcionando em ambientes híbridos uma otimização de recursos e customização de custos, permitindo uma maior concentração da infraestrutura em nuvem em menor tempo.

É possível também customizar a migração de data centers para a nuvem, levando em consideração a análise dos custos operacionais para otimização, e entrega de uma solução em nuvem que seja competitiva com a infraestrutura física local.

Quais as vantagens de implementar o uso do Microsoft Azure 

Já quando o assunto são as vantagens de implementar o uso do Microsoft Azure para a gestão de ambientes híbridos, vale destacar: 

  • otimização de tempo e economia de custo
  • fácil de gerenciar e orquestrar dados do sistema
  • informações centralizadas em um único portal e ou console de gerenciamento
  • uma solução que automatiza funções para otimizar processos
  • gerenciamento das unidades de negócios tendo como base as suas premissas e processos de governança para o controle, segurança e gerenciamento das informações geradas
  • controle eficaz de licenciamento, integração de informações entre as áreas
  • mais agilidade no acesso a informações relevantes para os colaboradores.

Quer saber mais sobre o Azure? Acesse a página da Computécnica dedicada à otimização de ambientes híbridos.

Veja mais

Artigos relacionados