maio 18, 2024 13:04

Mapeamento de dependência: entenda essa tendência no mundo Devops em 2022

mapeamento de dependência

Quer ficar por dentro das tendências no mundo DevOps? Pois então não deixe de conferir este conteúdo. Aqui, vamos falar sobre uma importante tendência em 2022: o  mapeamento de dependência. Acompanhe e saiba mais sobre o assunto! 

O que é o mapeamento de dependências 

Cada demanda da empresa exige um tipo de processo E esses processos, por sua vez, podem ser simples, formados por poucas atividades, ou complexos, que passam por vários setores da empresa e são executados em várias etapas. 

Tendo isso em vista, o mapeamento de dependências é uma ferramenta de planejamento e gestão que auxilia os gestores a visualizar os fluxos de trabalho. Com ele, o gestor tem a possibilidade de: 

  • Observar todos os eventos que transformam o trabalho em resultado;
  • Avaliar situações incorretas, como atividades que não deveriam estar inseridas em um determinado fluxo de trabalho;
  • Identificar atividades que só servem para tomar tempo e reduzir a produtividade; 
  • Ter uma visão abrangente do processo e assim, conhecer os responsáveis por cada atividade da empresa.

Quais são as vantagens desse procedimento 

Entre as vantagens que o mapeamento de dependências, desde que bem implementado, traz para a empresa, podemos citar:

  • Permite a identificação de gargalos, evitando a perda de prazos e a queda na qualidade;
  • Facilita a delegação de funções e remanejamento dos profissionais;
  • Ajuda na previsão de recursos, uma vez que facilita o controle de recursos financeiros, materiais e humanos, necessários para cumprir as demandas do setor de TI;
  • Contribui para o controle de custos;
  • Facilita a análise de desempenho do processo; 
  • Permite a padronização do trabalho para a boa execução das atividades do setor de TI;  
  • Propicia um maior controle sobre todos os processos;
  • Contribui para a otimização de processos e consequentemente diminuição dos custos de produção, melhora da gestão dos processos, diminuição das falhas e inconsistências,  entre outros pontos.

Como fazer um mapeamento eficiente de processos de TI?

Para que o mapeamento seja eficaz, deve-se seguir os seguintes passos: 

1. Estabeleça os objetivos do mapeamento

Com a transformação digital, o setor de TI deixou de ter papel meramente de suporte para se tornar uma parte estratégica das empresas. E, por conta disso, hoje, eles precisam estar em sintonia com os objetivos da empresa.

Ou seja, ao fazer o mapeamento de processos de TI, o gestor deverá levar em conta também as demandas de toda a empresa. 

2. Organize as entradas e saídas

Saída são as entregas de um processo e são elas que geram valor para a produtividade da empresa e que contribuem para a manutenção dos negócios. Já as entradas são os itens que passam por transformações até a entrega. 

A identificação e a organização das entradas e saídas ajuda o gestor a compreender se os processos estão funcionando como deveriam. 

3. Defina quais são as atividades e componentes disponíveis na empresa

O objetivo deve ser a criação de um plano de ação para identificar as atividades que deverão ser realizadas com os componentes disponíveis na empresa, otimizando a operação. 

Deve-se definir onde e como serão feitos os investimentos e reformulações necessárias.

4. Relacione os riscos envolvidos 

A preocupação com a segurança das informações deve ser uma prioridade, por isso, listar os riscos envolvidos nos processos é primordial.

Dessa forma, verifique as vulnerabilidades para reduzir risco e brechas que possam ser utilizadas por cibercriminosos e crie um plano de contingência e recuperação para as situações em que não for possível evitar danos.

5. Defina os indicadores para monitorar os resultados

Somente com indicadores será possível atestar que todos os processos estão funcionando conforme o planejado.

E atenção, quanto mais enxuto for a quantidade de indicadores, mais a equipe ganhará em agilidade, precisão e clareza na criação dos relatórios.

Gostou? Quer saber mais sobre esse e outros assuntos? Então acompanhe o blog da Computécnica. Temos sempre muitas novidades e conteúdos relevantes para a área de TI da sua empresa. 

Veja mais

Artigos relacionados